Perda gestacional – o luto precisa ser vivido (e respeitado)

15 de outubro é o Dia Internacional de Sensibilização à Perda Gestacional e Infantil.

O tema é desconfortável e por isso o que se percebe, na maioria das vezes, é um discurso que minimiza e invisibiliza a dor da mãe cujo bebê não chegou a viver fora do ventre.

Precisamos lembrar que essa mulher continua sentindo a dor da perda, e que esse sentimento pode ser devastador. Não importa quantos outros filhos ela tenha, ou venha a ter no futuro, se ainda é jovem, se a gestação estava no início ou se ela ainda não fez o enxoval. Aquele ser que ela não chegou a conhecer será sempre parte do sistema daquela família.

Se você conhece alguém que esteja passando por essa situação, por favor, acolha e dê voz a essa mãe. Ofereça o ombro. Pergunte se ela gostaria de falar sobre a perda. Assuma a existência do filho que ela carregou, e viverá sempre em suas lembranças e em seu coração 💝