Que parte sua renasceu com a maternidade?

“Quando nasce um bebê, nasce também uma mãe.” Você já deve ter escutado ou lido essa frase por aí, mas já parou para refletir sobre a forma como ela se aplica à sua realidade?

Antes de sermos mães, mesmo durante a gestação, temos uma série de propósitos, objetivos e crenças, relacionados ou não à maternidade, que pertencem ao nosso “eu” de antes dos filhos. A forma como percebemos o mundo, as outras pessoas, nossa profissão, a maneira como pretendemos criar e educar a criança e o olhar que temos para nos mesmas é fluida. Nascer como mãe é um acelerador para todas essas mudanças, e muitas vezes demoramos a perceber e aceitar que tudo aquilo que parecia tão certo e fazia tanto sentido tempos atrás parece vazio, menor e diferente.

Mulheres bem sucedidas profissionalmente decidem abrir mão da carreira para se dedicar aos filhos; mulheres cosmopolitas trocam jantares e festas por uma casa com quintal e jabuticabeira; fãs de fast food se transformam em fãs de carteirinha da Bela Gil e se tornam cozinheiras de mão cheia; mulheres céticas se conectam à sua intuição. Essas e tantas outras mudanças podem acontecer a qualquer uma de nós. Mas a pergunta é: estamos abertas para as transformações que a maternidade nos traz?

Conecte-se ao seu novo propósito. Compreenda-o e aceite-o. Viva seu novo eu de forma plena e leve!